Make your own free website on Tripod.com

Graúna

Ave da família dos icterídeos (Gnorimopsar chopi), a mesma do chopim e do corrupião. Notável pela plumagem preta e seu canto forte e melodioso.

O canto da graúna, emitido com o corpo em posição ereta e acompanhado de vibração das asas, é um dos mais fortes e melodiosos dentre os de todos os pássaros brasileiros. Causa especial impressão quando entoado em bando, como acontece com freqüência no interior do país.

Pássaro da família dos icterídeos, a mesma do chopim, do xexéu e do corrupião, a graúna (Gnorimopsar chopi) é toda preta, com um brilho sedoso na plumagem. Mede de 21,5 a 25,5cm de comprimento e ocorre em todo o Brasil, exceto a Amazônia. A graúna do Nordeste (G. chopi sulcirostris), também chamada de melro, é maior e mais reluzente que a forma típica encontrada no sul, leste e oeste do país (G. chopi chopi), que recebe várias outras designações regionais, como pássaro-preto, vira-bosta e vira-campo.

A graúna vive em pastos e plantações, freqüentando árvores isoladas. Alimenta-se principalmente de grãos e frutas. Nidifica em árvores ocas, quando não aproveita ninhos de outras aves, como o pica-pau, ou buracos em barrancos. Os ovos, até quatro por postura, são incubados em 14 dias só pela fêmea, mas o macho a ajuda a cuidar dos filhotes, cujo tempo de permanência no ninho é de 18 dias em média.

Voltar